Otimização? um bom design é o primeiro passo para o sucesso do seu negócio digital.

Podemos discutir que há péssimos sites que conseguiram atingir algum sucesso, mas o fato é que eles poderiam ser muito mais rentáveis caso possuíssem uma melhor estrutura.

Sem contar no visual, é fundamental cuidar de alguns itens como padronização, acessibilidade, usabilidade e funcionalidade.

Sabendo disso, quero listar 10 fundamentos de design que podem contribuir na comunicação com seus usuários.

Na melhoria da usabilidade do seu site e no aumento da conversão em resultados. Alguns detalhes podem até parecer pequenos, porém:

*Marketing Digital é um verdadeiro jogo com detalhes e qualquer menor conquista é fundamental!

1 – Com um bom orçamento, contrate um design:

Otimização

O uso de templates e temas podem parecer uma excelente primeira opção, porém um site que semelhante com outros 4 mil possui uma menor chance de se destacar.

Pense na concorrência gigante que você enfrenta. Você precisa utilizar todas as suas armas possíveis.

Por outro lado, alguns modelos padrões já estão de tornando referências em navegação.

O e-commerce, por exemplo, segue um determinado fluxo de navegação que não tem variado muito (talvez nem deva).

Se grandes corporações que realizam diversos testes A/B definem um certo modelo, é possível seguir este mesmo modelo com muitas chances de dar certo.

Perceba que possuir um design diferenciado, com uma navegação intuitiva e outros padrões de navegação sem fazer parte de sites muito parecidos é uma tarefa somente para os melhores designers.

Encontre o equilíbrio entre beleza na apresentação com a usabilidade e funcionalidade:

é muito complexo conseguir atender à todos os detalhes, pois existem fatores que são extremamente restritivos.

Portanto, para uma melhor usabilidade do site, é possível deixar de lado algumas opções que poderiam deixar o visual melhor.

Todos sabemos que a aparência é fundamental, porém em uma situação de incompatibilidade, procure optar pela usabilidade/funcionalidade, pois os melhores designers sempre conseguirão melhorar o apelo visual.

2 – Sempre apresente as informações mais importantes na parte superior da tela:

Uma página comum possui 03 partes distintas, sendo a parte superior a mais importante delas.

Como o usuário irá julgar o seu site leva apenas alguns segundos, caso o usuário não identificar rapidamente o que você tem a oferecer, sua página será abandonada sem nenhuma piedade.

Desta forma, mostre para o que você veio logo no topo da sua página, apresente o seu produto principal e uma chamada de ação bem visível.

Caso sua página seja muito longa, utilize um script que faça ficar uma parte sempre visível, mesmo se a página for rolada para cima ou para baixo.

Então procure manter nesta área as principais informações do conteúdo do seu site, o seu produto de destaque e o link para o carrinho de compras do seu e-commerce, por exemplo.

3 – Divida os textos longos:

Eu sempre costumo dizer que conteúdo de qualidade é a parte mais importante que um site deve oferecer.

Seu conteúdo precisa atrair o leitor e ser de fácil leitura, proporcionando que uma conversão possa se tornar possível.

Particularmente, eu considero que a obrigatoriedade de textos curtos podem passar uma mensagem incompleta para o usuário.

Mas caso o tema necessite, o texto precisa possuir o tamanho que for necessário.

Desta forma, para textos mais longos, procure quebrar em blocos de textos, utilizando imagens, negritos com fontes ou cores diferentes, destaques, tópicos e paginações.

Esses truques podem fazer com que os usuários naveguem até o final do seu texto.

4 – Otimização é Teste, teste, teste:

otimização

Cada usuário age de uma forma diferente às chamadas de ação do seu site e aos formatos de textos.

Faça diversos testes com cores, tanto no fundo quanto dos botões. Algumas pesquisas mostram que os fundos com cores mais claras e textos em escuro possuem uma melhor aceitação.

Dê maior destaque aos seus produtos e chamadas com cores mais fortes.Faça experiências ainda com diferentes textos no botões.

Teste se no seu caso funciona melhor “Comprar” ou “Adicione ao Carrinho” ou “Compre Já”, por exemplo.

Faça testes com variações por algum período idêntico de tempo, comparando os resultados e adotando as opções que melhor funcionam. Faça mais testes periodicamente.

5 – Otimização: Inclua uma busca no topo do seu site

Muitos desejam ir diretamente para o assunto ou produto que interessa, ao invés de seguir por um fluxo normal da página.

Organize os seus resultados das buscas de forma que os usuários encontrem rapidamente o que eles procuram.

Procure fazer isso separando os resultados por categorias como Produtos, Artigos, Eventos ou Cursos.

Analise constantemente os termos mais pesquisados e procure dar mais destaque às páginas que possuem informações relevantes à esses termos.

6 – Remova qualquer tipo de distração nas páginas que possuem descrições dos produtos ou a conclusão do pedido

Banners, menus, listas de páginas parceiras ou semelhantes não devem de forma alguma constar nas páginas de vendas, sejam elas descritivas ou partes de um processo de compra.

Qualquer distração pode fazer com que o usuário acabe desistindo da compra.

Na página do produto, dê o devido destaque para a imagem do mesmo, nome, descrição e preço.

Procure apresentar testemunhos de outros clientes que realizaram a compra do produto em questão.

É sempre importante adicionar um conteúdo do tipo “quem comprou este produto comprou também”. Procure focar em garantir vendas para depois, se possível, aumentá-las.

7 – Otimização: Analise as métricas do site

otimização

Mesmo sendo gratuito, o Google Analytics informa muitos dados de como é o comportamento dos visitantes do seu site.

Entradas, percentual de saída, velocidade, pesquisas, conversões, atualização de otimização e muitos outros dados importantes são apresentados.

Faça uma análise de quais páginas possuem melhores resultados e desempenho e utilize o modelo delas como padrão.

Analise o percentual das visitas de outros browsers.

Existem diversas ferramentas que contribuem nesta tarefa e muitas mudanças podem ser resolvidas com pequenos ajustes.

8 – Padronize as categorias da navegação antes de lançar o seu site:



Dessa forma o seu conteúdo ou linha de produtos possui muitas categorias, sua primeira tarefa é definir quais as categorias podem ser encontradas por determinados produtos ou conteúdo que seja algo intuitivo, otimização é tudo.

Sobretudo apresente as categorias como submenus que se abrem ao passar o mouse, por exemplo, procurando evitar os menus fixos muito extensos.

Então Exponha a chamada para a navegação por breadcrumbs, que mostra o caminho utilizado para se chegar à uma página específica.

Portanto, permita também, que o usuário tenha a opção de ordenar os produtos por preço, comentários, popularidade, etc…

É importante que os usuários possam visualizar as variações por cores, tamanhos e outras especificidades dos seus produtos.

Mas entenda que quanto mais informações você oferecer, maiores serão as chances do usuário encontrar o que ele efetivamente está procurando.

9 – Não esqueça dos dispositivos que acessarão o site:

O desenvolvimento de um site chamado de responsivo permite ao site se adaptar automaticamente a qualquer tamanho de tela ou tipo de aparelho (desktops, notebooks, celulares e tablets).

Então todos os dias as formas como as pessoas acessam a internet só aumentam e é importante que você esteja preparado para todas elas.

10 – A importância da otimização:

Mas de todas as dicas listadas cabe deixar claro a importância da acessibilidade para todos, independente da forma de acesso, aparelho ou forma de navegação, a otimização é fundamental em todas.

Procure permanecer realizando testes constantes com modelos que atendam melhor o seu usuário e, finalmente, apresentar as informações mais relevantes de forma clara e direta.

Gostou? Se gostou, por favor comente e compartilhe! Não gostou? Discuta e ajude-nos a aprimorar o conteúdo!



Deixe seu comentário 👇